11 de Fevereiro 

 

Humildade 

 

Leitura Bíblica: Filipenses 2.1-11 

 

Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus (Fp 2.5). 

 

    O dicionário define humildade como sentimento de fraqueza em relação aos outros; mas neste texto o significado é outro.

    Quando fala de considerar os outros superiores a si mesmo, Paulo não trata de sentimento de inferioridade, mas  do estabelecimento de prioridade. Diz para termos a mesma atitude de Jesus Cristo: sendo Deus, não se apegou á sua divindade, mas esvaziou-se até “caber” em um ser humano. E como homem foi obediente até o ponto de morrer.

     Jesus optou voluntária e conscientemente por abrir mão de seus direitos indiscutíveis como Deus por altruísmo: para cumprir uma missão voltada ao nosso bem.

     Mas será que por um único momento o Filho de Deus perdeu a noção de quem é, de sua grandeza, majestade, glória e poder divinos? Teria aceitado tornar-se homem por sentir-se menos do que nós? Nas falas de Jesus durante seu tempo de ministério aqui na Terra narradas nos evangelhos fica claro que em todo o tempo ele sabia, e muito bem, quem era e que estava consciente de sua natureza divina. Deixou mais do que claro que aceitou voluntariamente tornar-se um de nós.

    Portanto, do ponto de vista bíblico, humildade é ter consciência de quem se é, de seus direitos e capacidades, mas mesmo assim dar preferência ao próximo.

    O chamado do cristão é ser humilde como Jesus, repetir sua atitude. Por exemplo, por amor  optar por abrir mão de direitos, perdoar ofensas, não revidar mesmo tendo capacidade de fazê-lo. Conforme o texto de hoje, humildade está muito longe de ser medo, timidez, sentimento de inferioridade ou “complexo de minhoca”. Humildade não é um sentimento, mas atitude que demanda coragem e poder do Espírito Santo para agir como Jesus agiria: com coração grande e generoso dando prioridade ao próximo. – MHJ  

 

                    Ser humilde não é fingir ser menos, mas,

                sabendo quem se é, dar preferência ao próximo.