13 de Fevereiro 

 

 Bênçãos da obediência 

 

 Leitura Bíblica: Deuteronômio 11.8-25 

 

 Gravem estas minhas palavras no coração e na mente (Dt 11.18). 

 

    Pense na sua vida até o dia de hoje: será que você pode dizer: “Ebenezer, até aqui me ajudou o Senhor” (1Sm 7.12)? Certamente o Senhor ajudou e sempre nos ajudará-se formos obedientes a ele. O texto acima repete conselhos, advertências e promessas que já haviam sido ensinadas ao povo de Deus – é como uma segunda mensagem. Podemos sentir aqui um cuidado especial na guarda da Palavra  de Deus – o que é registrado a partir do capítulo seis desse livro. Como em outras ocasiões, o Senhor mostra ao seu povo solenes compromissos; a guarda e a prática desses preceitos resultariam nas bênçãos do Senhor. É diante disso que Deus abre para nós a porta das bênçãos ou das aflições. Entre os versos 18 e 25 estão ensinamentos que, se levados a sério, trariam vitórias ao povo de Deus e certamente trarão a nós também, se os obedecermos.

     As bênçãos vêm como resultados da nossa obediência aos ensinamentos divinos. Isto tornará os filhos de Deus uma gente abençoada e os fará bênção para os outros ao seu redor.Olhando para trás, ainda que seja pequeno o número de nossos anos, podemos ver dias de bênção e vitória, mas também dias de derrotas e infelicidade, conforme andamos perto ou longe do Senhor. É certo que o Senhor honra a sua Palavra e ela “não voltará para ele vazia” (Is 55.11), mas realizará o que foi dito. De um lado, é a sua misericórdia derramada nas almas reverentes e humildes, pois ele abençoa ricamente; de outro lado, é a mão pesada da tribulação: “Horrível coisa é cair nas mãos do Deus vivo “ diz o autor da carta aos Hebreus (10.31).

     Que você possa conhecer e amar o Pai celeste, aprendendo e obedecendo á sua bendita Palavra. Creia que ela será a sua companheira fiel em todas as horas, se você levar a sério os seus preciosos ensinamentos. – EOL 

 

  A maior bênção de Deus é sua própria presença em nossa vida