5 de Abril

 

A luz forense de Deus

 

Leia-> Hebreus   4:1-13

... a palavra de Deus é viva e poderosa e corta mais do que qualquer espada [...] Ela vai até o lugar mais fundo da alma e do espírito, vai até o íntimo das pessoas e julga os desejos e pensamentos... (v.12).

 

    

      Um estabelecimento de limpeza de carpetes oferece serviço de iluminação para os clientes, para mostrar-lhes a necessidade de remover manchas e odores de carpetes. Eles escurecem o local e acendem uma luz forense poderosa. A luz expõe todas as manchas, gatas e respingos no carpete, paredes, cortinas, móveis e até luminárias. De acordo com o proprietário do negócio, uma dona de casa implorou que desligasse a luz lamentando, “Não consigo mais ver isto.” A sujeira estava ali o tempo todo, mas era invisível até que a luz correta a expôs.

     O escritor do livro de Hebreus enxergava a Palavra de Deus como a luz correta para os cristãos. Para ele, o propósito das Escrituras não é somente levar pessoas à salvação (2 Timóteo 3:14-15), mas também conduzi-las à maturidade na fé pela admoestação e correção. Ele usou uma metáfora para declarar o poder da Bíblia em cumprir o propósito de Deus na transformação,  e disse que a Palavra é uma espada de dois gumes – o tipo de espada afiada e compacta que os soldados romanos usavam em batalhas. Os dois gumes da espada tornavam-na ideal em uma guerra do tipo “corte e confie”.

      A palavra é capaz de penetrar através  das camadas exteriores de nossa própria ilusão como  a faca que penetra através  da pele. É capaz de sondar o íntimo de nossas vidas, avaliando nossas motivações, intenções e atitudes, expondo tudo que está escondido.

     Para o escritor do livro de Hebreus, o propósito da Palavra de Deus é investigar, diagnosticar, expor e curar o coração humano – em sua totalmente. Como seguidores de Cristo vamos nos aquietar, encontrar um lugar tranqüilo, abrir nossos corações e investir tempo estudando a Palavra de Deus todos os dias, experimentando a graça que capacita e a luz penetrante de sua obra em nós.

 

- Marvin Williams