10 de Maio

 

Por causa de Jesus

 

Leia-> João 16:1-4

Mas eu digo isso para que, quando essas coisas acontecerem, vocês lembrem que eu já os tinha avisado (v.4).

 

     Recentemente, num pais do Oriente Médio, uma adolescente foi espancada pela família, pois se recusou a renunciar a sua fé em Jesus. Na África, um jovem foi pregado numa tábua porque foi ao culto na igreja. Em todo o mundo, pastores e outros cristãos são tratados com hostilidade por realizarem cultos em seus lares.

     Na é poça da igreja primitiva, a perseguição se espalhava por toda parte. Pedro e João foram presos por falar publicamente de Jesus (Atos 3-4). Estêvão foi martirizado por causa de sua fé (Atos 7). Paulo, um ex-perseguidor de cristãos, foi açoitado, espancado, apedrejado e preso (2 Coríntios 11:22-33). De acordo com a tradição cristã, ele foi finalmente decapitado.

     Hoje, muitos de nós enfrentamos uma perseguição que coloca nossas vidas em risco. Contudo, não devemos nos surpreender quando a perseguição nos atingir. Afinal, Jesus nos disse que assim como Ele foi perseguido, nós também enfrentaremos perseguição, se o seguíssemos (João 15:20). E afirmou: “Eu digo isso para que vocês não abandonem a sua fé [...] chegará o tempo em que qualquer um que os matar pensará que está fazendo a vontade de Deus (João 16:1-2).

     No livro de Mateus 13:20-21, Jesus advertiu que aqueles que não têm raízes profundas abandonarão a fé quando forem perseguidos por crer na Bíblia. Para desenvolvermos raízes profundas precisamos mergulhar na leitura, estudo e obediência á Palavra (2 Timóteo 3:12-17) e oração (1 Pedro4:7). Podemos também confiar que não temos que enfrentar a perseguição sozinhos. Antes de subir aos céus Jesus prometeu enviar o Espírito Santo (João 16:7-14) que agora nos consola e aconselha.

    A perseguição virá. A boa-nova é a promessa de Deus: “... Eu nunca os deixarei e jamais os abandonarei” (Hebreus 13:5; Deuteronômio 31:6,8).

 

– Alyson Kieda