14 de Maio

 

Cores divinas

 

Leia-> Atos 12:1-11

E assim Pedro estava preso [...] a igreja continuava a orar com fervor por ele (v.5).

 

    Já pensou como uma semente de girassol, preta e enrugada colocada num solo marrom-escuro pode ser transformar numa enorme planta verde com uma flor amarela? Esta metamorfose de formas e cores reflete os caminhos misteriosos e criativos de Deus. Muitas vezes nos surpreendemos com Sua obra em nossas vidas.

    Os tons brilhantes e “luminosos” ao Inal de Atos 11 – cristãos sendo ensinados e ofertando sacrificialmente – são substituídos pela escura e perigosa Jerusalém em Atos 12. O rei Herodes perseguia e atormentava os cristãos para aumentar sua popularidade. Ele prendeu Tiago e Pedro. Tiago foi impiedosamente executado e os cristãos perceberam que não podiam simplesmente esperar por proteção divina para os apóstolos e para eles. Eram tempos de ansiedade e incerteza para a igreja. Você pode imaginar o que passava pela cabeça dos cristãos: Onde está Deus em tudo isto? Quando Ele intervirá? E eles reagiram orando (v.5) A situação daquele momento não limitou Deus, nem o fato de Ele está no controle. Confiaram nele.

    A oração é a resposta mais natural para o coração dependente de Deus. Se você realmente confiar nele para fazer algo, irá orar. Se não confiar, não clamará.

     Oswald Chambers afirmou:  “Temos que orar com nossos olhos fitos em Deus, não nas dificuldades.” A igreja de Jerusalém havia perdido Tiago e aparentemente Deus não respondeu ás orações em favor dele. Pedro estava num lugar perigoso, mas eles não deixaram de orar devido á obscuridão. Em vez disso, oraram com maior fervor e,mais tarde, Pedro foi solto para prosseguir  com a missão que Deus lhe dera.

    Assim como a igreja primitiva, confiemos em Deus, oremos constante e fervorosamente, e mantenhamos os nossos olhos nele. Poderemos encontrar cores mais brilhantes à frente.

 

- Kevin Gregory