16 de Maio

 

Cristianismo cultural

 

Leia-> João 3:27-33

...quem crê no Filho tem a vida eterna; porém quem desobedece ao Filho nunca terá a vida eterna, mas sofrerá para sempre o castigo de Deus (v.36).

 

      Todas as culturas têm valores que podem comprometer o evangelho. A igreja primitiva era platônica demais, a medieval aristotélica demais, a moderna iluminista demais e agora a igreja pós-moderna está se tornando muito pluralista. Uma pesquisa recente feita pelo Fórum Pew de Religião e Vida Pública constatou que 57% das pessoas que freqüentam as igrejas evangélicas acreditam que outras religiões podem conduzir à vida eterna.

     Assim como reconhecemos facilmente onde a igreja primitiva lia Plantão em suas Escrituras, da mesma forma as futuras gerações se surpreenderão com a nossa falta de percepção crítica ao permitimos que os valores culturais da diversidade e inclusão – válidos aos seus olhos – enfraquecessem a nossa fé.

     Resistiremos, se lembrarmos de nossa crença contracultural em pecado original. Apesar   de impopular no contexto pós-moderno, quase todas as denominações cristãs ensinam que nascemos culpados e contaminados pelo pecado de Adão. Paulo explicou: “O pecado entrou no mundo por meio de um só homem, e o seu pecado trouxe consigo a morte. Como resultado, a morte se espalhou por toda a raça humana porque todos pecaram” (Romanos 5:12).

    Por sermos herdeiros da corrupção Jesus disse a um judeu, bom como Nicodemos, que ele devia “nascer de novo” para “ver o Reino de Deus” (João 3:3). Quando lhe perguntaram como um novo nascimento seria possível, Jesus explicou que isto ocorreu quando o Espírito Santo utiliza as verdades bíblicas do evangelho para transformar os nossos corações (João 3:5-18).

    E assim Jesus declarou que Ele é o único caminho que leva ao Pai (João 14:6), Pedro anunciou: “A salvação só pode ser conseguida por meio dele...” (Atos 4:12) e Paulo proclamou:  “Como é bonito ver os mensageiros trazendo boas notícias!” (Romanos 10:15). Ao contrário do que um número cada vez maior de pessoas que freqüentam as igrejas acreditam, é necessário crer em Jesus para ser salvo.

 

-Mike Wittmer