26 de Junho

 

Festa ou jejum?

Leia-> Mateus 9:14-15
...Vocês acham que os convidados [...] podem estar triste enquanto o noivo está com eles? Claro que não! Mas chegará o tempo em que o noivo será tirado do meio deles; então sim eles vão jejuar!(.15).

        Recentemente me pediram para ensinar sobre o jejum. Sabia que estava lidando com um assunto não muito praticado hoje em dia. Além do mais, moro num país onde comer é o passatempo nacional. Vamos ser sinceros – amamos comer. Portanto, é estranho falar sobre o jejum a um grupo de pessoas que prefere falar sobre o seu lanche favorito!
      Muito tempo atrás, os discípulos de Jesus banqueteavam no momento que o jejum era considerado a coisa certa para se fazer. Não surpreende que foram criticados por não jejuarem como outros faziam (Mateus 9:14). Jesus declarou que Seus discípulos só jejuariam após Ele não estar mais com eles (v.15) . Muitos estudiosos bíblicos acreditam que estamos vivendo o tempo a que Ele se referia – entre Sua ascensão e Sua segunda vinda (Atos 1:9-12). Se isto for verdade, este é o tempo para jejuarmos.
     Jesus perguntou: “...Vocês acham que os convidados de um casamento podem estar tristes enquanto o noivo está com eles?...” (Mateus 9:15). Com esta pergunta Ele revelou a principal razão para jejuar – arrependimento e tristeza pelo pecado. Quando convencidos de idolatria, os judeus se arrependiam e jejuavam ( 1 Samuel 7:3-6). Em emergências nacionais, jejuavam também pedindo humildemente que Deus agisse em seu favor (2 Crônicas 20:1-4; Ester 4.16).
      Nas Escrituras, encontramos apenas uma ordem direta sobre o jejum. Os israelitas deviam jejuar uma vez por ano no Di da Expiação. Naquele israelitas deviam jejuar entrava no Santo dos Santos para oferecer sacrifícios e expiar os pecados de toda a nação (Levítico 16:29-31).
     Jejuar também nos lembra que Deus nos sustenta. O alimento pode nos manter fisicamente, mas a Palavra de Deus nos sustenta espiritualmente (Mateus 4:4).
Deleite-se na Palavra de Deus e jejue quando necessário!
-K. T. Sim