3 Julho

 

Firme devoção

 

Leia-> Daniel 1:1-8

Não vivam como vivem as pessoas deste mundo, mas deixem que Deus os transforme por meio de uma completa mudança da mente de você... (Romanos 12:2).

 

         Em 605 a.C. o rei Nabucodonosor invadiu Jerusalém, e voltou para a Babilônia com os despojos da sua vitória. Trouxe os judeus de descendência real e obre como reféns para garantir que Judá continuaria submissa à Babilônia (Daniel 2:1-3).

         Daniel, Ananias, Misael e Azarias foram os quatro jovens judeus escolhidos para receber  a educação babilônica (vv.4-6). Seriam reprogramados para  “...aprender a língua e estudar os escritos dos babilônios”  (1:4). O rei queria que eles pensassem, falassem como os babilônicos.

         Os seus nomes judeus honravam Javé, os babilônicos não, e por isso receberam novos nomes. Um novo nome denota uma nova aliança (v.7). Daniel (Deus é o meu juiz), por exemplo, foi mudado para Beltessazar (Bel, deus supremo dos babilônios, protege o rei) e Azarias (o Senhor é o meu auxílio) foi mudado para Abede-Nego (servo de Nebo). O rei queria que eles esquecessem e rejeitassem Javé.

        Eles tinham uma vida de luxo e prazer -  e se alimentavam da mesma comida do rei (Daniel 1:5). Nabucodonosor queria que vivessem voluptuosamente neste mundo material. Porém Daniel resolveu não ficar impuro (v.8). Além de recusar alimentos dedicados às divindades babilônicas (Êxodo 34:15; 1 Coríntios 10:7,18-21), ele decidiu não assimilar a cultura.

      Também vivemos num mundo que tenta moldar nossa maneira de pensar, falar, viver e adorar. Quer que esqueçamos que somos portadores do nome de Jesus, e nos seduz para construir altares aos deuses mundanos. Será que você, como Daniel, decidiu não se conformar? Você precisa ser transformado! Modifique o seu pensamento sobre este mundo (Romanos 12:2). Em Cristo, você é cidadão do céu (Filipenses 3:20; Hebreus 11:16; 13:14) e deve deixar as coisas do mundo para trás (João 15:19;  Tiago 4:4).

- K. T. Sim