23 Julho

 

Ei, isso é meu

 

Leia-> 1 Reis 1:5-10

...Davi nunca o havia repreendido (v.6).

 

     Meu filho brincava com alguns brinquedos na biblioteca quando uma menina apareceu e tirou um caminhão dele. Ele a olhou como se dissesse: “Ei, isso é meu!” Examinei cuidadosamente a sala procurando a pessoa responsável por esta pequena saqueadora, mas não encontrei ninguém por perto para contê-la.

   Como pais, temos a responsabilidade de “...educar a criança no caminho em que deve andar...” (Provérbio 22:6). É a nossa disciplina amorosa que os ajuda a lidar com o mau comportamento e estabelece as diretrizes para o resto da vida.

    Davi provavelmente desejou ter feito um trabalho melhor para manter seus filhos na linha. Quando Davi estava à beira da morte, seu filho Adonias declarou:  “Eu reinarei” (1 Reis 1:5 RA), em vez de esperar que seu pai escolhesse o próximo governante. Adonias não respeitava seu pai porque “...Davi nunca o havia repreendido...”  (v.6). Corrigir nossos filhos os ensina a respeita os outros – inclusive a nós como pais.

      Disciplinar nossos pequeninos os ajuda a calcular as conseqüências das suas atitudes. Ás vezes podemos oferecer orientações significativas apenas questionando seu comportamento. Infelizmente, Davi jamais perguntou a Adonias: “Por que você agiu dessa maneira?”

   Adonias continuou a perseguir o trono de Israel até que finalmente seu irmão Salomão – o legítimo rei – o matou. Talvez por isso, fomos advertidos “Corrija os seus filhos enquanto eles têm idade para aprender...” (Provérbios 19:18).

     Como pais, queremos que nossos filhos vivam uma vida significativa e que honrem a Deus. Porém, admitamos, “... as crianças fazem tolices...” (Provérbios 22:15). Por esse motivo, precisamos ajudá-los a controlar suas travessuras através da correção e disciplina – para que estejam pronto para admitir: “Ei, isso é meu!”

-Jennifer Benson Schuldt