11 Agosto

 

Cristão conservador?

 

Leia-> Romanos 5:1-11

Agora que fomos aceitos por Deus pela nossa fé nele, temos paz com ele por meio do nosso Senhor Jesus Cristo (v.1).

 

    Pouco tempo antes de me mudar para a África, eu estava na recepção de um festival de cinema em Nova Iorque, onde encontrei o ator Tim Robbins e tivemos uma conversa interessante. Falamos sobre as causas e efeitos da guerra, questões sobre os direitos humanos em outros países, e por que os famosos de Hollywood são mais propensos que os atletas profissionais a apoiar ou se opor a vários líderes políticos.

    Quando o assunto voltou-se para a religião, Tim perguntou: Afinal, qual o significado da expressão ‘cristão conservador’? A pergunta de Tim me atingiu em cheio. Parece que aos olhos e entendimento de muita gente, o corpo de Cristo parece fazer um trabalho melhor a expor as posições políticas e morais do que ao transmitir com humildade esta mensagem transformadora: “Todos pecaram e estão afastados da presença gloriosa de Deus. Mas, pela sua graça e sem exigir nada, Deus aceita todos por meio de como sacrifício para que, pela sua morte na cruz, Cristo se tornasse o meio de as pessoas receberem o perdão dos seus pecados, pela fé nele” (Romanos 3:23-25). De que maneira as nossas palavras, ações e atitudes definem a nossa fé e o dom da salvação que recebemos gratuitamente através da graça de Deus? Será que nós – cristãos – estamos livres de contendas e rixas? (Isaías 58:4). Estamos ajudando a libertar os oprimidos e a cuidar dos pobres? (v.7). Nossa luz por Jesus ilumina a escuridão ao nosso redor? (v.10). Falamos e demonstramos a verdade do evangelho em amor? (1 Coríntios 13:1).

   Como seguidores de Cristo, peçamos a Deus para nos mostre como podemos demonstrar com amor o que Ele fez por nós e quer que façamos pelos outros.

-Roxanne Robbins