26 Agosto

Alegria milagrosa

Leia-> João 2:1-11
Jesus fez esse seu primeiro milagre em Caná da Galileia. Assim ele revelou a sua natureza divina, e os seus discípulos creram nele.


     Algo estranho aconteceu no outono passado numa aldeia italiana. Os moradores abriram as torneira em sua casas e delas saiu vinho branco! Não, não se trata de um milagre moderno – foi só um acidente.
    Um trabalhador local, inadvertidamente, conectou um encanamento com o suco fermentado da uva à rede principal, ao invés de ligá-lo no chafariz da praça. Nesse local, anualmente é celebrado um festival que inclui o chafariz jorrando vinho – e os cidadãos enchem suas taças. Este ano, era só abrir uma torneira em casa para degustar o melhor do vinhedo local.
    É interessante que noutra festa de casamento Jesus transformou a água em vinho – (João 2:1). Ele abençoou o mestre-sala, o noivo e, todos os convidados e presentes na festa (v.9).
    O milagre e Jesus trouxe uma alegria inesperada às pessoas, mesmo tendo sido este o “...princípio [de] seus sinais” (v.11). A receita instantânea de vinho tinha os ingredientes necessários para fornecer aos discípulos sua “primeira” fé. Pois, após tal ato sobrenatural, “...os seus discípulo creram nele” (v.11). João escreveu mais tarde que todos os milagres de Jesus, incluindo a transformação da água em vinho, foram feitos para que crêssemos “....que Jesus é o Messias, o Filho de Deus. E para que, crendo, [tivéssemos] vida por meio dele” (João 20:31).
    Por dois mil anos Jesus alimenta nossa fé, concede vida eterna e alegria – não transformando água em vinho, mas pecadores em cristãos (Efésios 1:18-19). Diferente da água amarga do legalista ou da bebida azeda do cético, o “vinho novo” de Jesus flui e vivifica os nossos corações. Pela fé, você pode confiar nele e “[exultar] ...com uma alegria tão grande e gloriosa, que as palavras não podem descrever” (1 Pedro 1:8). Celebre o milagre de seu coração transformado, em profunda comunhão com Jesus, ainda hoje.
- Tom Felten