9 Setembro

 

Sozinho na escuridão

 

Leia-> Gênesis 28:10-22

Eu estarei com você e o protegerei em todos os lugares aonde você for... (v.15).

 

     Em 1963, Darryl Hill, jogador da equipe de futebol americano da Universidade de Msryland, enfrentou o escárnio, Ele foi o primeiro jogador negro a entrar para a equipe que segregava raças. Semana após semana Hill encontrava multidões hostis, com alguns fãs opositores vestido com trajes brancos da Ku Klux Klan ou com enormes laços pendurados. Durante uma partida, Hill enfrentou uma atmosfera particularmente mordaz. Brian Piccolo, um jogador da equipe adversária atravessou o campo e o conduziu bem diante da frívola torcida dos alunos de sua própria equipe e o abraçou – e permaneceu ao lado dele. Quase instantaneamente, a multidão se calou.

   A simples presença ao lado de alguém pode ser um remédio poderoso e  eficiente. A proximidade de Deus junto ao Seu povo é algo surpreendente e confortante.

   Jacó experimentou essa proximidade. Longe da família e no meio do deserto numa jornada solitária e sem lugar para descansar, Jacó encontrou apenas “...uma pedra daquele lugar para servir como travesseiro e se deitou ali mesmo para dormir” (Gênesis 28:11). Em seguida teve uma estranha visão de Deus. Jacó viu uma escada que levava ao céu e anjos subindo e descendo por ela. Deus estava em seu trono.

    As palavras divinas lembravam-lhe sua identidade, e revelavam sua posição na história da família. Elas declaravam que Ele era o Deus que sempre esteve com os seus antepassados “...Eu sou o SENHOR, o Deus do seu avô Abraão e o Deus de Isaque, e o seu pai...” (v.13). E Deus garantiu a Jacó, enquanto ele dormia sozinho apoiado numa pedra na escuridão da noite, que sempre estaria com ele também. “...Eu não o abandonarei”, disse Deus (v.15).

     Quando estamos sozinhos, cansados ou desesperados, é fácil sentirmo-nos abandonados à própria sorte. Mas, não é verdade, Deus está conosco.

- Winn Collier