30 Outubro
 

Preguiçosos agitados
 

Leia-> Provérbios 10:1-9
Quem tem juízo colhe no tempo certo, mas quem dorme na época da colheita passa vergonha (v.5).

    
“Preguiçoso? Não eu. Sou atarefado. Acordo cedo e durmo tarde. Minha agenda é cheia do começo ao fim. Adoro o que faço e gosto de produzir. Devoro as listas de tarefas com a mesma intensidade com que jogo basquete.”
Identifico-me completamente com essas palavras de um blogueiro cristão. É ótimo estar ocupado e produzindo, certo?
     No entanto, se compreendermos o significado do verdadeiro discernimento demonstrado no livro de Provérbios, poderemos descobrir que somos apenas preguiçosos agitados. Eis a razão. Provérbios 10:5 descreve a pessoa ajuizada como ocupada e sábia. Em outras palavras, uma pessoa ajuizada usa a sua força e p cérebro. Analisa a situação e toma decisões sábias sobre seu trabalho. Sabe como agir e falar em situações diferentes. Não foge de desafios, mas os analisa cm a ajuda de Deus. Sabe que sabedoria não é sinônimo de quociente de inteligência alto, mas de saudável temor ao Senhor (9:10).
     Uma pessoa de bom senso também se prepara em expectativas pela colheita. Tem uma meta clara a cumprir e toma as atitudes apropriadas no tempo certo para colher na melhor época.
     Essa pessoa recolhesse que a agitação não nos torna imunes á preguiça. As pessoas podem se ocupar e ainda assim não realizar algo de valor. Podem se ocupar, fazendo as coisas erradas na hora errada. E aquilo que realmente deveriam fazer, não o fazem.
    O bom senso procede da análise, expectativa, ação apropriada e realização – provenientes da ação do Espírito Santo em nosso interior. Ao considerarmos nossos afazeres, concentremo-nos nas prioridades e projetos que se originaram nos sábios planos de Deus. Ter zelo por Deus não significa apenas ocupar-se.
-Poh Fang Chia