6 de Novembro

 

Vitória sobre a morte

 

Leitura Bíblica: 1 Coríntios 15.1-19

 

De fato Cristo ressuscitou dentre os mortos (1Co 15.20).

 

     A Bíblia diz que a morte é universal porque sua causa, o pecado, também é universal. Pelo fato de o homem ter desperdiçado a liberdade que Deus lhe dera, a morte se implantou na corrente da vida humana. Este fato a Bíblia chama de "a queda do homem". A morte foi sempre a conseqüência direta do pecado. E o remédio para a correção dos efeitos da morte Deus providenciou por meio do Senhor Jesus Cristo.

     Jesus veio e viveu sujeito a todas as fortes provocações do pecado. Mas não cedeu a ele. É verdade, foi uma luta da vida contra a morte. Nesse embate Jesus sofreu, mas se manteve fiel a Deus. Mesmo assim a morte se impôs e Jesus sorveu este cálice amargo, mas sem pecado. É por essa razão que Jesus mesmo disse que ele tinha tanto o poder de dar a sua vida e também tinha autoridade para reavê-la (João 10.18-19). No evangelho de Mateus lemos esta declaração de Jesus: "O Filho do homem não veio para ser vida, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos" (Mt 20.28). Jesus, pela sua morte, quebrou as cadeias da morte, porque ressuscitou. A ressurreição é a manifestação da realidade do triunfo. Ele vive. E todos quantos o recebem como Salvador e Senhor de suas vidas também viverão. "Dentro de pouco tempo" disse Jesus antes de morrer, "o mundo não me verá mais; vocês, porém, me verão. Porque eu vivo, vocês também viverão" (João 14.19). Foi por ocasião da ressurreição de Lázaro, operada pelo poder de Jesus, que ele disse: "Eu morra, viverá; e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você cr~e nisso?" (João 11:25-26). Sua própria vida depende da resposta a essa pergunta. - HM

 

         Onde está, ó morte, a tua vitória?