2 de Dezembro

 

Quem sou eu?

 

Leitura Bíblica: Lucas 10.25-37

 

Ele, querendo justificar-se, perguntou a Jesus: E quem é o meu próximo? (Lc 10.29).

 

      A chamada parábola do bom samaritano é muito conhecida. Existem hoje instituições de beneficência com esse nome. Encontramos nesta história seis personagens: 1. O homem que empreendeu a viagem de Jerusalém para Jericó (e que foi assaltado). 2. Os salteadores (ou seja, eram no mínimo dois). 3. O sacerdote (pastor?). 4 O levita (diácono?). 5. Um certo samaritano e 6. O homem da hospedaria. Nenhum deles é citado pelo nome. O mais identificado é o samaritano. O impressionante dessa parábola é que ela ilustra e exemplifica ocorrências reais que certamente se repetem ao longo do tempo. Todos os dias viajantes são assaltados. E, como na parábola, não se fala de salteador, e sim no plural, salteadores. Até em nossos dias parece que estes são sempre a maioria, semeando o terror em todos os quadrantes da terra. Jesus contou esta parábola porque um homem, até conhecedor da lei, o interpelou sobre "quem é o meu próximo". Certamente não ignoramos a resposta.

      Quantos "sacerdotes" e "levitas", gente com a função de cuidar dos outros, correm todos os dias, realizando nem sempre prioridades, mas coisas apressadas, urgentes. Não dispõem  de tempo para os assaltados. Continuam a passar de largo. Mas que bênção!  Ainda encontramos "certos samaritanos". Estes ainda têm olhos para ver e coração para sentir a dor alheia e estão sempre prontos para socorrer os que estão sendo atropelados pelos salteadores. E os salteadores hoje estão espalhados por todos os segmentos da sociedade. É assim que a injustiça aumenta e o amor diminui.

       Além de "samaritanos" bondosos, também ainda encontramos "hospedeiros" prestativos que se dispõem a dar a sua contribuição. Mas eu faço uma outra pergunta: com qual dos seis personagens eu mais me identifico? Nesta parábola, "quem sou eu"? - HM

 

     Depois de saber quem eu sou, qual será minha atitude?