22 de Dezembro

 

Só parecido

 

Leitura Bíblica: 2 Coríntios 5.13-20

 

Revistam-se de profunda compaixão, bondade, humildade, mansidão e paciência (Cl 3.12).

 

      O chimpanzé é considerado o animal mais semelhante ao ser humano. Entretanto, a revista Nature acaba com a idéia de que os chimpanzés possuam capacidade de colocar-se mentalmente no lugar de outro indivíduo, de desenvolver empatia, unidade ou de compartilhar alimentos.

       Os chimpanzés caçam em conjunto, armam golpes de estado e até montam operações de guerra, mas, segundo outro estudo, são incapazes de pensar no bem-estar de outros membros da espécie, mesmo que estes sejam seus amigos de longa data.

     Talvez a idéia de aproximação entre o chimpanzé e o homem se realize mais nas atitudes de indiferença, injustiça, egoísmo, ambição e competição destrutiva.

     O choque que Jesus causou quando se apresentou como Filho de Deus foi exatamente por se identificar com os mais simples, com os pecadores e as pessoas consideradas perdidas.

      A respeito de um homem pertencente á classe social mais desprezível, Jesus declarou: "Este homem também é filho de Abraão. Pois o Filho do homem veio buscar e salvar o que estava perdido" (Lc 19.9-10). Jesus revelou-se como Salvador primeiramente àqueles que eram excluídos da comunidade.

      Se o homem sem Deus não se assemelha aos macacos, o novo homem criado por Deus não se isola, não vive só, não se comporta como um animal e não é um religioso silencioso e secreto. O novo homem é uma criatura inserida num corpo maior e dependente de todos os outros membros, mas também responsável por eles.

      Sem a fé em Jesus, o homem pode tornar-se pior que um animal, pois o ser humano planeja suas maldades com antecedência. Que a bondade, o amor e a misericórdia de Deus sejam mais visíveis em nós que a cor da nossa pele, pois confessamos que Jesus Cristo é o nosso Salvador e Senhor. - MLN

 

    Quem conhece a bondade e a misericórdia de Deus e vive nelas, deve refleti-las ao seu próximo.