26 de Dezembro

 

A plenitude do tempo

 

Leitura Bíblica: Gálatas 4.1-7

 

Quando chegou a plenitude do tempo Deus enviou seu Filho (Gl 4.4).

 

      O texto bíblico ao lado mostra como Deus, no tempo certo e oportuno, enviou seu Filho Jesus ao mundo para buscar e salvar o que se havia perdido. A época era propícia para sua aparição. O mundo conhecido daquela época estava debaixo de uma único império, cuja paz era imposta pela força das legiões  romanas. Estradas ligavam todas as províncias romanas à capital, Roma. O Mar Mediterrâneo, antes infestado por piratas, foi varrido pela marinha romana. Em todo o império romano era possível comunicar-se por meio da língua grega comum.

      O Antigo Testamento havia sido traduzido para a língua grega, a famosa tradução dos setenta sábios, a "Septuaginta". A influência dos filósofos gregos abrira a mente da parcela mais culta da população acerca da existência de um Deus que pudesse comunicar-se com o homem. Por outro lado, Israel, o povo escolhido de Deus, aguardava com ansiedade crescente a vinda do Messias, daquele que restauraria o reino de Deus na terra. O domínio romano ainda reforçava esse anseio. Tudo isso havia trazido uma expectativa por alguma coisa melhor, que desse a verdadeira paz ao coração e contentamento à alma humana.

      São fatores que determinaram o tempo certo para o envio do Salvador ao mundo. De igual modo, quando Deus resolve agir na vida de uma pessoa, e um povo ou mesmo de uma nação, tem também o tempo certo. No momento em que surge o cansaço com a hipocrisia e os enganos, quando os amigos faltam, quando o coração é esmagado pelo peso insuportável, quando os recursos terrenos se despedaçam, quando a enfermidade se abate sobre as pessoas, Cristo se manifesta de modo especial.

      Portanto, sejam quais forem as suas lutas e dificuldades, espere você também em Deus. No momento exato, na plenitude do tempo, Deus há e ser revelar também na sua vida. - MM

 

       Sempre existe o momento exato de Deus na trato para com os homens.